SIGGRAPH

Dia 11/08 participei da Conferência Anual de Computação Gráfica, a SIGGRAPH. Acontece duas vezes por ano, na América do Norte e na Ásia, e este ano foi aqui em Vancouver. Já tinha ido uma vez, esta foi a segunda e é sempre bom estar vendo o que o pessoal de ponta anda fazendo. Foram cinco dias de programação intensa, mas eu só fui 1 dia mesmo. Foi no Vancouver Convention Center, um dos cartões postais da cidade. O Centro de Convenções por si só já é um arraso, com o dia de sol maravilhoso que estava e acontecendo este mega evento, não podia ser melhor. O VCC fica em downtown, na beira do mar, uma vista incrível, e a arquitetura de um dos prédios parece um navio ancorado, e como tinha vários navios mesmos ancorados no porto ao lado, o visual ficou incrível.

Local da Conferência

O outro prédio da Conferência

Interior - amei a arquitetura...paredes revestidas, lustres, tudo de madeira!

Em frente ao VCC tem essa Orca...de LEGOs gigantes!



Bom, agora falando da feira: tinha tanta gente, tantos stands, tantas apresentações acontecendo ao mesmo tempo que era impossível acompanhar tudo de uma vez. Fora as apresentações de estudantes do mundo inteiro de pós e doutorados que estavam apresentando seus papers, empresas e seus cases em vários auditórios separados. Só para sentir o “naipe” dos stands, vejam só:NVIDIA patrocinando…AutoDesk um dos maiores stands. Intel investiu pesado. Studios Disney, Pixar , Lucas Films, Sony eram presenças marcantes. Toda a indústria de animação estava lá. Software, Hardware, Universidades e até estandes governamentais.  O foco era Computação Gráfica, mas vi muita coisa mais para Animação, que não é tanto a minha área, então ter ido 1 dia foi na medida certa.

Stand da Pixar

"Stand" do Google....era um lounge (não podia esperar outra coisa, a cara deles né?)

Pausa para almoço no Tim Hortons (sanduba, french onion soup, refri)

Pra quem entende um pouco dessa área, segue uns highlights do que vi lá (bom, tenho muito material para “cair dentro ainda” – Demos, DVDs, material gráfico para ler, brochures, revistas, links, acho que vou levar mais de 1 mês para digerir tudo…):

1- Muitos brasileiros! (acho que de tudo, isso me chamou muita atenção! afinal, Vancouver não é tão perto assim, não acho que o Brasil esteja na “ponta” da animação/computação gráfica…me corrijam se estiver errada…mas me impressionou escutar grupinhos conversando em português várias vezes na feira…e até brasileiros trabalhando nos stands apresentando os
produtos/softwares. Acredito que tinham muitos estudantes que devem fazer algum curso aqui em Vancouver. Mas fora o inglês, foi a língua que mais ouvi lá!).
2- Tecnologia do filme Hereafter – Apresentado no stand da NVIDIA, a montagem do filme HEREAFTER (filme sobre o Tsunami na Ásia do Clint Eastwood ) foi a apresentação que mais me impressionou na Conferência. Todos os layers separados na tela, as filmagens das pessoas no mar (sem Tsunami óbvio), a “criação” do cenário com a água invadindo tudo, a montagem dos dois juntos em outra janela na tela, tudo sendo feito ao mesmo tempo. Incrível montagem mais ainda a potência do hardware e placa de vídeo que estava rodando tudo isso ).
3- Malha AVATAR – Aquela roupa para filmagem do filme Avatar com uma pessoa vestida se movimentando e as imagens passando real time numa tela virou “fichinha” …em cada 5 stands acho que 1 apresentava isso.
4 – Modelo 3D à partir de uma foto – renderização rápida, dependendo da quantidade de detalhes, tenho o Demo aqui, vou testar…
5- Empregos na Industria do Cinema e Animação –  na Job Fair tinha vários stands recrutando todo tipo de profissional, estúdios como Disney, Pixar, contratando à rodo, todo mundo deixando o CV lá. Entrevistas sendo feitas no local! Google também estava presente fazendo recrutamento.
6 – Stand da Costa Rica – fiquei surpresa com um stand de um país na feira – não era de uma empresa. Um professora universitária que estava representando o stand me explicou que estava ali para divulgar a indústria de computação gráfica da Costa Rica, mostrando diversos filmes de animação feitos lá, empresas nacionais, produtos. Achei muito interessante, o
Brasil nem pensa nisso né?
7 – Mouse para design já era – na apresentação da ferramenta ZBRush, o designer estava usando apenas uma canetinha para desenhar e mostrar as funcionalidades do programa. Eu que sou da geração mouse e atalhos do teclado fique impressionada com a velocidade com que ele acessava todos os comandos. O mouse 3D  estava sendo largamente usando em vários stands e apresentações.
8 – Desenho no ar – Wireless input pen: literalmente desenhando no ar! E aparecia na tela o que estava sendo feito, inclusive mudando o “stroke”, o peso da caneta, mais grosso, mais fino, podia selecionar se era pincel, caneta, crayon. Mais uma ferramenta para substituir o mouse.

Anúncios

Kits Beach

Praia de verdade! Calor, areia, mar, gente! Fomos num domingão desses para Kitsilano Beach, uma das praias mais famosas por aqui. Esta tem areia mesmo (pois muitas são de pedras), calçadão, gramado, parquinho para as crianças, e toda infra de estacionamento, banheiros, chuveiros, lanchonete, salva-vidas. Fica também dentro de uma baía (English Bay), rola aquele ventinho frio, a água – vá lá…- não é tão gelada, tem uns troncos de árvores na areia (descobri que é ótima opção para cortar o vento), muita gente tomando sol largada na areia, muita gente pelos gramados também se bronzeando, fazendo picnic, churrasco, brincando, andando de patins, bicileta, jogando bola e até frescobol. Apesar de ter muitas famílias e crianças, deu para perceber que é o point da galera mais nova, uma energia muito legal. Outra atração incrível nesta praia é a Kitsilano Pool. Um mega super hiper piscina pública na beira da praia. Acho que foi a maior piscina que eu já vi na minha vida. Tem várias profundidades, para crianças de todas as idades, tem escorregas, raias para natação (pelo menos de 100 m!). Um clube público, vc paga uns 4 dólares para entrar e fica o dia todo se quiser. Passeio imperdível aqui no verão! Estou postando muitas fotos, para mostrar mesmo os detalhes e a vibe do lugar.

Kitsilano Beach

Galera curtino mesmo o verão

Tomando sol, Nicholas dando um "refresco" pra gente no carrinho

Bom demais "largatear" ao sol!

Deu até para pegar uma cor!

Fazendo pose, foto da Beatriz!

Too close

Refrescando a cuca

Eles adoram!

Preparando para a cambalhota

Ela queria era plantar bananeira!

"-Oh yeah!!!" (Beatriz só fala isso agora, com a língua pra fora - aprendeu na escola!)

Da praia fomos para Kits Pool andando pelo calçadão

Piscinão de Ramos? rsss

É muiiiiito grande!

E é muito linda!

O visual de cima é lindo

Essa cidade cada dia nos conquista mais!

Futebol de campo

Campo

Toda sexta-feira o Saulo vai “desestressar” da semana de trabalho jogando futebol com uns amigos que se reúnem num gramado muito legal. É um complexo em Port Coquitlam que possui vários campos de futebol, beiseball, rugby, academia ao ar livre, pistas de caminhada, paquinho infantil, gramado para eventos, banheiros públicos e lanchonete. De vez em quando vamos todos juntos, ele joga e eu fico brincando com as crianças no parquinho (como é de noite, o jogo normalmente é às 8:00 pm, nem sempre dá para ir, pois as crianças às vezes já tão cansadas e mesmo sendo verão, até o jogo acabar já tá um ventinho frio). Engraçado que quem marca o jogo e reserva o campo para o jogo (3 dólares por pessoa) é uma coroa que joga também (acho que ela tem quase uns 50 anos e joga pra caramba!). Tem outras mulheres também jogando, aqui futebol não é só coisa de homem! Saulo é o único brasileiro no grupo, e eles jogam direitinho. Essa galera joga o ano todo, Saulo me disse que até no inverno eles estão lá, de casaco, gorro, jogando! #nãodáparaimaginar

Academia ao ar livre

"transport" ?

mais "transport'

"musculação"

Passeio em West Vancouver

Já faz algum tempo este passeio, e ele estava na minha lista de posts. Na verdade íamos para Whistler neste dia, mas houve um acidente de carro na estrada e o engarrafamento durou 2 horas… como já tínhamos saído de casa tarde para fazer o passeio bate-volta, acabou ficando inviável a ida até lá. Após longa espera dentro do carro (ainda bem que a vista é magnífica, as crianças estavam dormindo e ainda falamos com vários amigos que iam nos ligar do Br pelo Skype) fizemos o retorno e resolvemos arrumar outro lugar para passear.

Acabamos parando em West Vancouver, que fica no caminho para Whistler. Fomos passear no Park Royal, um shopping à céu aberto maravilhoso. Pudemos passear à pé por lojas ótimas pois o dia tava ensolarado e as crianças correram de um lado para o outro. Fomos comer no Whole Foods. É um supermercado, mas não um supermercado normal. Gente, o que é este supermercado??!!! É o meu preferido ever! Natureba total! Produtos integrais, orgânicos, ítens raros que vc só encontra lá, self-service de comidas deliciosas para levar para casa ou comer na hora. É uma mistura de hortiftuti, com restautante Delírio e Celeiro (RJ) com a Galeria dos Pães (SP) com vários plus!!! Detalhe: não vende refrigerante! Ficamos sem saber o que escolher para comer, mas fomos de sopinha de cebola French Onion, Beatriz quis um hamburguer de “picanha” com molho maravilhoso, salada de couscous com amêndoas, coentro e outras coisitas, prato quente de carne com legumes num molho agridoce e smoothies de frutas tropicais. Gostei tanto que para mim bate qualquer restaurante que já comi aqui no Canada, e olha que é comida de supermercado que pesa na caixinha, mas tudo fresco e maravilhoso. Comemos tanto que nem deu para a sobremesa lá….acabamos tomando um frozen yogurt depois em outro lugar.

Saulo tentanto "se achar" nas diversas opções

A tarefa não foi fácil...

Nossas escolhas

Tem que voltar lá diversas vezes para experimentar tudo

Seção de trufas

Seção de chocolates

Seção de queijos

Seção de chás

Seção de sucos

Seção de doces

Beatriz queria todos

Caras e Bocas

O dia mais quente até agora

Neste último sábado fomos ao Whonoock Lake de novo com as crianças. Tem um amigo do Saulo que está visitando Vancouver pela terceira vez, o Noronha, e ele foi com a gente também. Ele e Nicholas viraram melhores amigos num segundo, rsss, ele tem o maior jeito com criança. Lá encontramos uma turma de brasileiros que tinha combinado este passeio. A Ana e o Daniel moram aqui já há 11 anos, tem dois filhos Lucas e a Amanda que é quase da mesma idade da Beatriz: elas nasceram no mesmo dia, só que Amanda é um aninho mais velha. Elas adoraram brincar juntas, o tempo todo. Tava tão calor, mais tão calor que passamos o dia de biquíni, sunga, nem um ventinho gelado! Nicholas mergulhou no lago, Beatriz brincou na beirinha, fizemos castelo de areia, brincaram no parquinho, de bola na grama, fizemos picnic…Saímos de lá 7 e meia da noite  (e ainda tava muito claro). Levamos o Noronha na casa que ele está hospedado aqui e chegamos 9 da noite…crianças dormindo, só que como estavam sujos de areia e tal foi aquele chororô para acordar tomar banho. Todos muito cansados, Nicholas e Saulo capotaram prum lado e eu fiz companhia para Beatriz que despertou e quis ficar assistindo Disney Princess até meia-noite!

Vovó Ivony te amo

Ontem minha vozinha querida virou um anjinho….Foi morar no céu com Papai do Céu….será sempre uma estrelinha que fica lá brilhando olhando para a gente aqui….Foram com essas palavras doces que consegui contar para a Beatriz que a Bisa Ivony não está mais aqui com a gente, apesar de tanta dor no meu coração. Foi um dia muito triste da minha vida, e estar longe nessas horas é muito difícil…Como eu gostaria de estar perto da minha família amada neste momento, não só para despedir da minha avó, mas para estar com minha mãe neste momento tão sofrido, meu pai, minha irmã, meu cunhado, meus sobrinhos, com meus tios e tias, e toda a família Granato e todos os amigos que foram dar o último adeus a vovó Ivony. Como eu gostaria de estar abraçada com todos neste momentos! Nestas horas repensamos a distância, e sei que apesar de nossa experiência aqui estar sendo maravilhosa, sabemos de onde viemos, ao que pertencemos e que tomamos esta experiência como passageira, pois nosso lugar sempre será ao lado da nossa família, e quando retornamos nossa vida no Brasil podemos dizer que tudo é mais completo, pois nada substitui o tempo que temos também de passagem nesta vida sendo curtido ao lado de quem mais amamos.

A Beatriz me disse: “Ah, mãe, tadinha…vou ficar com saudade dela”. Ela viu meus olhos cheios d`água e perguntou: “Vc tá chorando?…não chora não que eu também fico com vontade de chorar”. Ela me abraçou e ficamos sentadas no banquinho da praça olhando para o céu…era tarde, quase hora do sol se pôr aqui…E logo ela foi brincar com o Nicholas, que não parava de correr e vemos que o ciclo se renova…uns que vão, uns que chegam….que estamos aqui de passagem…o que importa é o caminho, como
percorremos ele….pois todos sabemos onde vamos chegar…e para estar um dia ao lado de nosso grande Pai e nossos Irmãos que já partirm, só pode haver um sentido em percorrermos este caminho: sermos cada dia seres melhores e vivermos o AMOR.

Vovó Ivony, te amo!

Bisa Ivony, Marina e Beatriz: dia de muita alegria em abril deste ano antes de virmos para o Canada