Friday off

Recently Updated11Yes! Finally snowboard day!!! Sexta passada o Saulo teve folga do trabalho e partimos direto para Cypress. Nada como um dia (útil) livre durante a semana, ainda mais sendo sexxxta-feira para ir fazer snowboard. Crianças na escola, nem precisa contratar babysitter = cabeça tranquila… Definitivamente para nós dois curtimos e fazer snow de verdade, não dá para levar os pequenos, né? (Ainda não, mas ficamos imaginando como será o dia que iremos os quatro descer as montanhas…). Então o dia era nosso! Deixamos as crianças na escola e em 40 min estávamos em Cypress Mountain. Saulo logo comprou o passe do dia, pegou o lift e sumiu. Eu fui fazer mais uma aulinha de snow e depois peguei o lift com o instrutor – ainda não vou nas pistas pirambeiras que o Saulo vai, mas como ele sai de uma descida e já vai direto pegar outro lift para ir em outra pista, estávamos sempre nos encontrando. Foi um dia show, perfeito para esquiar, nevando o tempo todo mas com o tempo parcialmente aberto; sol com neve!!! Muito lindo! No final da tarde voltamos direto para pegar nossos pimpolhos e depois de um banho bem quente e relaxante (as pernas quebradas, alías os ombros e braços também, por causa das quedas rssss) o Saulo ainda teve pique para fazer pizza em casa para todo mundo. As crianças amam quando ele resolver dar uma de “chef pizzaiollo”, pois ele deixa eles fazerem a massa, abrir com rolo (é, rola aquela sujeirada na cozinha, farinha para todo lado…). Pena que o cansaço nem me deixou tirar foto dessa bagunça, mas prometo da próxima vez registrar tudo para por aqui. ;-)

Anúncios

Como se livrar das roupas velhas?!?!?

Recently Updated10No Br, sempre que queríamos fazer uma limpa no armário, ou mesmo me desfazer das roupas (às vezes novas) que não cabiam mais nas crianças, principalmente na fase de bebê, tinha sempre destino: ou uma amiga que tinha bebê mais novo, meus sobrinhos que poderiam aproveitar alguma coisa, uma empregada que poderia aproveitar ou dar para alguém que ela conhecesse e estivesse precisando, o caseiro… Já andei com muitas sacolas de roupas velhas no carro sabendo que logo ia encontrar um pobre mendingo e o coitado ia ficar todo feliz, já que não tem dinheiro nem para comer, imagina para se vestir… Enfim nunca era um problema, pelo contrário. Aqui, a primeira vez que coloquei roupa velha (era uma calça jeans do Saulo rasgada mesmo) na lata de lixo reciclado, o lixeiro não levou (!); retirou todo o lixo reciclado e deixou a danada da calça! Só daí que descobrimos que aqui, quando se quer se desfazer de peças de roupas, há estritamente algumas opções: doar para thrifty stores, vender em garage sales ou swap meets (trabalheira…), ou despejar no clothing bank. Eu prefiro a última opção, pois na minha rotina nunca acho tempo de ir numa thrifty store, acabo botando a sacola de roupas no carro e na primeira esquina que vejo o “latão” de despejar roupa (que será doada para instituições de caridade aqui ou fora do Canada) não penso duas vezes. Prático, não? Somos realmente obrigados à doar, e assim sendo, ajudando a quem precisa. Tá bom que ainda estou para ver a “população carente” daqui (as doações vão para manicômios – e muitos vão para as missões da Cruz Vermelha), mas no Br, se eu colocasse uma sacola de roupa na lixeira da rua, iam roubar antes mesmo do lixeiro passar… Ah, e duvido que o próprio lixeiro ia recusar – não de levar como lixo, mas para si próprio. Taí, quando me perguntam sobre as diferenças entre meu país e esse daqui… são sutis de perto, mas olhando de longe…quanta diferença não?

Mãe é mula mesmo (no bom sentido)

Esta semana está fazendo sol direto, e a previsão é que fique assim por vários dias. Yessss! Mas até semana passada, era só chuva. Não desses temporais que andam fazendo no Br e alagando tudo como tenho acompanhado, mas aquela garoa insistente e com alguns momentos de chuva mais forte. Tanto que resolvemos comprar guarda-chuvas para os dois (era taaaanto coleguinha chegando de guarda-chuva na escola que já não aguentava mais os pedidos para comprar um para eles todo dia…). E que felicidade quando ganharam! Cada um escolheu o seu: Nicholas não ia ser outro se não fosse do “Catchau” (=McQueen), e Beatriz escolheu um de rainbow…ela ama arco-íris e não tinha princesa ou hello kitty que ia fazer ela desistir do mais colorido possível.IMG_3846Agora, já imaginou a mãe aqui tendo que aprontar esses dois para a escola? Como se já não bastasse moletons, casacos, gorros, cachecol, lancheiras (com o lanhe AND almoço pronto hehehe), mochilas, pastas de homework…agora soma-se um guarda-chuva para cada um (o meu mesmo…) e simbora que tá em cima da hora da escola!!! Mas nada como ver a carinha de felicidade dos dois tentando abrir, fechar, andar embaixo do guarda-chuva :-)

Life lately according my iphone pictures

Salada quinoa pimentão passas curry c/ atum grelhado shoyo e mel, feito em casa. Back to ballet classes @home. Jantar salvação no chinês aqui do lado quando não dá tempo de fazer nada. City Centre Library, onde fui levar meu curriculum. Livro da famíla de arquitetos que eu adoro (eles têem 7 filhos e a decoração é super cool). Filme Alice no País da Maravilhas, o primeiro e melhor versão de todos, que assisti com Beatriz. Fetuccine com camarões, preparado pelo marido. Sopa vietnamita, no almoço durante a semana com o Saulo. My berries. Botas everyday, já que aqui é “Rain”couver. Pôr-do-sol no Stanley Park. Sorriso do meu sapequinha.

Recently Updated9

Programa de turista

Gente, a semana passou voando e nem tive tempo de postar nada. Pura rotina. Crianças na escola, Saulo no trabalho, eu voltando a pegar no “tranco”: os estudos, milhões de house-wife-paper-work para fazer (é, pensa que ficar em casa sem trabalhar é moleza? as pessoas – a.k.a marido – acham que que vc tem tempo de sobra e pode preencher formulário para reembolso de plano de sáude, administrar contas à pagar, checar extrato de cartão de crédito, preparar Imposto de Renda do Br, etc. etc. etc… a lista não tem fim… como se ainda fosse pouco dar conta da casa, homework das crianças, levar/buscar na escola e ir nas aulas extracurriculares com eles, fazer supermercado, o jantar…a lista só cresce…) mas onde eu estava mesmo…ah sim, que por causa de tudo isso e mais um pouco ando super corrida por aqui e o blog vai ficando láááááááá no finalzinho da lista.

Mas sou fiel e cá estou! Vou contar do nosso fim de semana também, já que a semana já foi retratada. Sábado estava programado chuva, e tiramos o dia para ir fazer compras nos USA. Desde que chegamos estou para comprar um car seat para o Nicholas (deixamos o dele no Br, chega de trambolho pra lá e pra cá e ficou de presente para os meus sobrinhos). Por sorte, nossos amigos Macela e Welby nos deram o booster da Mariana assim que chegamos do Br e antes de eles irem embora, e viemos quebrando o galho até então. Mas o booster é para crianças à partir de 4 anos AND quando a criança além de maior em tamanho tem um pouco mais de maturidade e não fica se soltando sozinha do cinto de segurança. Não é, claro, o caso no nosso pequeno terrible 3’s years old Nicholas! Estava sendo um sufoco dirigir com ele e no meio da rua com o carro andando ele se soltava da cadeirinha, ficava sem cinto, fora quando não ia escalando o carro e parava lá dentro do bagageiro! Perigo total: ele, de sofrer um acidente e eu de ser presa, né? Daí já tínhamos um bom motivo para atravessar a fronteira, os preços são beeeem menores. Juntando-se à isso uma passadinha básica num Walmart (alimentos que não encontro aqui, tipo o Ovomaltine que tem gosto diferente), Target (produtinhos “indispensáveis” de beleza), lojas de roupas tipo TJMaxx, Marshalls, Ross com super descontos, já valeu à pena. Chegamos de volta em casa ainda para jantar e deu para ver um filminho com as crianças.

Domingo fez um dia lindo, ensolarado. Perfeito para ir esquiar, fazer snow, mas Beatriz requer cuidados ainda e preferimos não expor ela aos riscos, ia ser difícil alguma atividade sem impacto por lá. Então tá, vamos passear! Saulo nos “arrastou” para ir ver a parade de St. Patrick’s Day em Downtown.Recently Updated7Claro que chegamos tarde e já tinha rolado…sabe como é, as idéias do meu marido são ótimas, ele sempre animado, mas acordou tarde, e tal, e lá fomos nós sem muito compromisso, afinal era domingo. Mas o agito ainda estava lá pela Robson St. Barraquinhas, a rua fechada, um monte de gente vestido de verde, alguns de duende irlandês, outros vestido de escoceses tocando gaita de foles. Mas ainda tava bem frio, um ventinho gelado…Recently Updated8Depois de ver toda essa festa na rua tive a idéia de irmos visitar um dos símbolos/cartão postal de Vancouver que ainda não tínhamos ido: Vancouver Lookout.IMG_3762 É uma torre, um prédio no meio de Downtown com uma vista de 360 graus sobre a cidade. Belíssimo, dá para ver de North Vancouver, as montanhas, Burnaby, o mar, até o Mt.Baker nos USA.Recently Updated5O dia estava claro, perfeito, com ótima visibilidade. E lá dentro, quentinho, acabamos ficando mais tempo admirando a vista e as crianças colorindo desenhos na área infantil que tinha lá.Recently Updated6Bateu fome e atendemos novamente o pedido da Beatriz para o restaurante de domingo: comida japonesa. P.S.: Ela passa a semana toda pedindo para ir comer sushi, eu e Saulo somos voto vencido… Fomos no Sushi Garden, em Burnaby, um dos melhores que já foi, excelente preço e qualidade.Recently Updated4Nicholas passou a maior parte da hora desse “almojanta” (chegamos às 4 da tarde para almoçar) dormindo, e dessa vez nem acordou até o final. Ainda foi dormindo no carro e almoçou (errrr jantou) quando chegou em casa. E quem disse que quando chegou a hora de ir para cama dormir à noite ele estava cansado e tal… Imagina meu final de domingo, né? Alguém ligado no 220 v correndo pela casa, brincando, falando sem parar… ;-)

Last weekend

Este último fim de semana começou agitado e foi terminando calminho (digo nas atividades e saídas). Na sexta tivemos finalmente uma babysitter para ficar com as crianças e fomos só nós dois (eu e Saulo) ao cinema. Ah como é bom sair para namorar!!!!… Pegar um cineminha, conversar sem compromisso… pena que tem é hora para voltar para casa, afinal não é como babá no Br que geralmente dorme na sua casa (aqui babysitter cobra por hora e tem carro para voltar para casa!). Bom, mas já foi bom demais ter um programa de adulto para começar o fim de semana. E a babysitter era super de confiança (cabeça tranquila para deixar os pimpolhos em casa) pois ela era professora da escolinha do Nicholas, já conhecia ele, a Beatriz, já tem todo o “traquejo” para lidar com duas (ou mais) crianças pequenas ao mesmo tempo e é de responsa. A Cecilia é filipina, também imigrante e um amor de pessoa. P.S.: Quando chegamos perguntei se eles deram trabalho e ela falou que não, dormiram cedo…espero que ela queira voltar para cuidar da minha “tropa de elite” rsss. Eu e Saulo fomos assistir “Life of Pi” e foi um dos filmes mais lindos que assisti. Não sei como “Argo” levou o Oscar; não que “Argo” seja ruim mas…. “Life of Pi” é muito mais digno de receber um Oscar do que “Argo”, pela sua beleza, mensagem, história…IMG_3689No sábado tínhamos uma missão especial: levar a Beatriz para tirar o gesso! Finalmente chegou a esperada hora depois de mais de 2 meses desde que ela quebrou os bracinhos no Br. Mas como a consulta era só às 2:30 pm, fomos “arrastados” de manhã pelo Saulo para um evento lá em Port Coquitlam, onde ele joga futebol. Estava rolando um dia inteiro de campeonato infantil de soccer e tinham várias barraquinhas de brincadeiras e atrações para as crianças. Eles andaram num trenzinho muito fofo que ficava dando voltas entre os campos. Almoçamos em casa e finalmente fomos pra consulta. Não via a hora da minha princesa ficar sem o gesso, e começarmos a voltar a vida normal. Ela se assustou um pouco com a serrinha para tirar e toda a pele do punho que já estava descamando (foram mais de 2 meses de gesso, né?). Saiu de lá com proteções de patins/skate que vamos usar para proteger por alguns dias. Não foi indicação médica, apenas pai e mãe prevenidos que já conhecem seu eleitorado… Melhor prevenir que remediar…

IMG_3729Voltamos para casa e quando eu achei que teríamos uma noite tranquila, assitir um filminho e jantar à dois depois que as crianças dormissem….ligaram do trabalho e lá foi o Saulo trabalhar.. puxa, em pleno sábado, mas fazer o quê….ossos do ofício de consultor de sistemas.

Domingo foi ainda mais tranquilo sem muita programação; queríamos que a Beatriz ficasse mais calma e não fizesse nada de perigoso, correr, sair por aí… Então aproveitamos para fazer uma compritchas no outlet em South Surrey (Morgan Crossing) e almoçamos no Montana’s.Recently Updated3IMG_3732

Aproveitando a neve

Recently Updated1Já que chegamos ainda no inverno, nada como ir no final de semana para as montanhas para aproveitar a neve que ainda está aí. Sinto esse programa aqui como “obrigatório”; é como ir à praia no verão em fim de semana no Br. Como não estar aqui e não e aproveitar o que a natureza tem para oferecer?IMG_3658 IMG_3659 IMG_3660IMG_3661-001 Bom, a “praia” dos canadenses nessa época fica lotada. Em qualquer estação de ski próxima, é aquela mesmo história, tudo lotado não tem nem lugar para estacionar. As estações mais perto da cidade são Grouse, Cypress e Seymour. O Saulo tem um apelo por Cypress, então foi para lá que nós fomos no último domingo. Engraçado essa comparação com um dia de ir à praia no Br, mas a sensação é a mesma para mim: tomar café, arrumar todo mundo (i.e. roupas para a neve), caça o protetor solar (para os rostinhos), ver lanches para levar, arrumar o carro (se bem que essa parte do carro no Br não temos, no Rio íamos a praia à pé), chamar todo mundo para ir logo porque a hora tá passando, verificar se não faltou nada (prancha de snowboard e não de surf…)e lá vamos nós. Dessa vez eu só coloquei a prancha no pé da montanha e nem subi. Nem o Saulo. Um teria que ficar com as crianças para o outro ir e… decidimos que o dia ia ser deles, deixa para os adultos se divertirem um outro dia. Bom, mas e aí se temos uma princesa com os dois braços engessados e que não pode levar nenhum tombo ou escorregão? E o Nicholas ficou privado por tabela…ficamos com pena da Beatriz ficar só olhando caso ele fosse fazer alguma coisa mais interessante do que contruindo bonecos e guerra de neve… Não dava para eles fazerem aula de ski, snowboard, tobogganing ou tubbing (aquelas pranhas ou bóias que as crianças usam para escorregar)… O jeito era arrumar um spot e ficar ali, curtindo o vai e vém das pessoas, brincando na neve, tomando um café no lounge. Mas valeu, nós nos divertimos, pois só em estar mesmo em contato com uma natureza tão diversa para a gente e diferente da areia e calor da qual acabamos de voltar, estava bom.Recently UpdatedRecently Updated220130304-122859Para completar o dia, fizemos votações para o almoço de domingo e Beatriz ganhou. Sushi. Sempre ela pedi sushi. Então no caminho de volta fomos num restautante japonês de North Vancouver, Sushi Town.IMG_3665Por sinal, maravilhoso, adorei a comida de lá (embora o serviço seja péssimo, super demorado). Igualzinho a descrição do site urbanspoon.com que tenho consultado toda vez que estamos tentando descobrir um lugar novo para comer. Depois uma passadinha bááásica na loja Winners de North Van e voltamos para casa. Domingo feliz e alegre em família.